O desafio da Pipoca Mais Doce

Não sei se já tiveram conhecimento do desafio de leitura que A Pipoca Mais Doce lançou. Basicamente, consiste em ler um livro por mês e depois trocar opiniões.
Adorei a iniciativa e tenho imensa pena de não estar a acompanhar o primeiro livro, que é o famoso Anna Karenina, e que eu quero imenso ler, mas optei por acabar os livros que estou a ler e esforçar-me por apanhar o próximo.

Entretanto, a Pipoca publicou um post sobre ler, com o qual eu me identifiquei imenso. Estou longe de me considerar uma leitora assídua, e acho que podia ler mais, mas como já disse aqui, não há tempo para tudo.

Infelizmente, não há tempo para ler todos os livros que gostava (acreditem que a minha lista é enorme e real, ela existe num ficheiro de Excel, guardado numa pen que anda comigo para todo o lado), tal como não há tempo para estar, tantas vezes como gostava, com os meus sobrinhos, com as minhas amigas, com os meus pais e com os meus irmãos, tal como não há tempo para ver todos os filmes que gostava. O tempo é um recurso escasso e ainda bem que assim é, é sinal que temos uma vida cheia.

Não obstante, ler é uma das coisas que eu mais gosto de fazer nos meus tempos livres e, tal como a Pipoca, é algo que já vem de criança e que me foi passado pelos meus pais e tios. Poucas coisas se comparam a um bom livro. Um bom livro agarra-nos à sua história e às suas personagens. As personagens de um bom livro nunca morrem, vão acompanhar-nos sempre como se fossem velhos amigos. Um bom livro frequenta os nossos sonhos como se fossem a continuação de uma história. Um bom livro termina, sempre, cedo demais.

Não há bons livros universais, por muitas listas que se façam, um bom livro para mim não é, necessáriamente, um bom livro para as minhas amigas, para o meu vizinho da frente ou para a minha mãe. Eu gosto de policiais e de clássicos, o que não significa que não leia outros “estilos”, mas estes são os meus preferidos, por mais aventuras que faça, é a eles que eu volto.

Resumindo, leiam o Post da Pipoca e participem no próximo desafio, isto se não forem a tempo de ler o Anna Karenina até meados de Fevereiro. Eu vou esforçar-me (muito) para acabar de ler o meu policial e o meu clássico, que estão a meio, antes do próximo livro.

Anúncios

2 thoughts on “O desafio da Pipoca Mais Doce

  1. Gostei do desafio e do texto de ambas. Também sou “viciada” em livros e a minha lista de livros por ler tende a ser sempre maior do que a dos livros lidos. Infelizmente não vou a tempo de aderir ao desafio porque de momento tenho outros desafios de leitura em mãos (literalmente). Mas vou ficar atenta aos próximos.

  2. Através do teu blogue fui espreitar o referido post, porque desconhecia o desafio. Li-o na diagonal, porque sinceramente não me parece que acrescente algo de novo, e então aquele “o Eça” no início como se tivesse andado com ele na escola, é coisa para me pôr logo de pé atrás… Concordo bastante quando diz que ler por objectivos é uma grande ajuda (eu gosto de ir colocando no goodreads as páginas a que vou!) e aproveitar os bocadinhos para ir adiantado a leitura é essencial. Não sei é se o público chave dela estará preparado para centenas de páginas sobre a história de uma adúltera russa do séc. XIX e se não aproveitará que o filme está no cinema para ter algo sobre o que comentar em Fevereiro… Mas pronto, a intenção também conta e se conseguir motivar para a leitura pessoas que lhe dão o devido valor, já valeu a pena.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s