All the lives

“sometimes i can hear my bones straining under the weight of all the lives i’m not living”

– Jonathan Safran Foer

Esta frase resume a desilusão que senti quando me apercebi que afinal a vida tem limites. Podemos escolher a vida que queremos, mas não podemos ter todas as vidas que gostávamos de ter.

Durante muitos anos, o meu subconsciente acreditava que eu tinha tantas ou mais vidas que os gatos, que eu ia ter tempo para ser tudo aquilo que eu queria e mais alguma coisa que me lembrasse pelo caminho. Apreendi que a vida não funciona assim, que temos de fazer escolhas, tomar decisões e priorizar caminhos.

O mais engraçado é que, hoje, apercebo-me que não é bem assim, é verdade que não podemos escolher todas as vidas possíveis, mas podemos mudar a meio caminho. Se tivermos coragem, podemos parar, dar dois passos atrás e virar à esquerda.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s